Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

0.87 cêntimos

0.87 cêntimos

A gataria

Guarda rios, 22.11.23

Agora que conto com 2, o amarelo e um preto.....confesso que a adaptação do "amarilinho" teve os seus ups and downs. Normal, portanto.

A Tita ou gata de loiça não o recebeu muito bem, impunha-se à sua presença, como rainha do palacete que já tinha conquistado faz anos.

O outro, coitado, declando-se seu súbito, curvava-se em tons de reverência. E no meio desta subjugação, o " amarilinho" nesse tempo escondia-se e dormia debaixo da minha cama.

Numa das vezes, a Tita para demonstrar o seu poder, deu uma mijadinha logo à entrada do seu real domínio, o meu quarto portanto.

Levou uma bronca, que penso que por momentos deve ter pensado, que alguém tinha subido ao poder e que ela tinha sido deposta por uma multidão enraivecida( eu, portanto).

O tempo passou, e como os bichos são conquistados pelo estômago e com festas na cabeça, o moçoilo inseguro lá foi ganhando confiança, ficando baralhado por algum tempo: " afinal quem é que manda aqui???"

Numa outra altura ainda de domínio, a Tita, tal e qual os inimigos que entram numa guerra  desbravando o mato camuflados, viagiava o meu quarto, por entre uma pequena abertura da porta.

Sorrateira, vigiava ao mesmo tempo que os seus olhos brilhavam. Pronta a atacar por dentro, mas controlada por fora, de repente, num ato de sobranceria dá uma patada na porta escancarando-a. 

Avança devarinho, levantando o focinho tentando captar os odores do inimigo. Sabia que o inimigo andava por perto, mas ainda debaixo da cama e que nesse momento podia relaxar, pois ainda era a rainha!!! 

 

 

 

2 comentários

Comentar post