Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

0.87 cêntimos

0.87 cêntimos

RAP- até onde pode ir o humor?

Guarda rios, 25.09.23

Descobri o Ricardo Araújo Pereira ainda na altura do  programa" Gato fedorento" e bem me ri com o quarteto.

Com o tempo, perdi-o de vista. Encontrei outros humoristas, brasileiros no facebook.

Confesso que às vezes só ia mesmo ao FB para rir-me e ouvi-los.

 Mas depois,passado algum tempo, constatei que alguns humoristas exageravam na linguagem, palavrão gratuito a toda a hora, e pu-los de lado.

Não é que o palavrão me escandalize, mas o palavrão não deve, quanto a mim, mesmo que seja empregue no humor, de forma sórdida. Aí já enjoa.

Anyway. Neste fds, li que alguém apresentara uma queixa-crime contra  RAP e SIC sobre o episódio do Primeiro Ministro, Marcelo Rebelo de Sousa.

Não costumo ver o programa, mas já tinha visto um pouco sobre esse episódio na net. Confesso que achei exagerado.

Mas o humor não é sobre o exagero também?

É, também é. Sabemos que quando exageramos nas coisas as coisas têm graça.

Aqui fica a pergunta: até que ponto deve ir o humor ? Deverá de haver restrições? Ou a partir do momento em qua as há, deixa de ser humor? Ou seja: será que os humoristas podem dizer o que lhes apetece e o humor justifica tudo???

Que vos parece?